HORACE ANDY

1 JUL 2017 - Palco MUSA CASCAIS

Tudo começa em 1951, na Jamaica perto de Kingston onde Horace Hinds, o primo de Justin Hinds (estrela de Ska dos The Dominoes), não tem muito a esperar na vida, exceto que a “fada musical” caia sobre ele.

Como um conto de fadas, seria Coxsonne Dodd do Studio One que o viria a lançar, rebatizando-o de Horace Andy, em nome de Bob Andy dos The Paragons. Assim lançado, Horace Andy encadearia singles e pouco a pouco viria a impor o seu tom de voz tão particular, suave, triste, comprometido e casual. Em alguns singles, ele tornou-se numa das mais originais vozes da Jamaica com sucessos como “Fever”, “Mr.Bassie” ou “Skylarking”, que marcarão para sempre a história do reggae.

Mas para realmente entender a música de Horace Andy, temos de aceitar perder-nos para depois descobrir que este nunca parou de trabalhar nas suas músicas, no decorrer de reuniões com Niney the Observer, Prince Jammy, Jah Shaka, Massive Attack, etc. em estilos como lovers, roots ou dub.

De Kingston a Connecticut, via Nova York e Londres, ele multiplica as suas colaborações e garante covers de originais como " Where do the children play" de Cat Stevens ou "Ain´t no sunshine" de Bill Withers.

Mas Horace Andy não é nenhum seguidor. São os jovens na altura desconhecidos de Massive Attack, que pedirão a Andy para vir colaborar com eles. A química seria perfeita nos álbuns Blue Lines e Mezzanine, até ao ponto de muitas vezes assimilarmos Horace Andy como cantor e membro da banda.

O círculo está concluído, mas a aventura não pára. Longe de ser desmoronado, Horace Andy continua a entrar em palcos e em participações regularmente. Esta é uma oportunidade de ouvir uma das mais belas vozes do reggae e juntares-te a uma lenda.